Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

Anedota do Dia; "O Pai Natal..."

 

Era uma vez um homem perfeito que conheceu uma mulher

perfeita. Namoraram e um dia casaram-se. Formavam um casal

perfeito.

 

Numa noite de Natal, ia o casal perfeito, por uma estrada

deserta, quando viram alguém na berma pedindo ajuda. Como

eram pessoas perfeitas, pararam para ajudar.

 

Essa pessoa era nada mais nada menos do que o Pai Natal,

cujo trenó havia avariado. Não querendo deixar milhões

de crianças decepcionadas, o casal perfeito ofereceu-se para

o ajudar a distribuir os presentes.

 

O bom velhinho entrou no carro e lá foram eles.

 

Infelizmente o carro envolveu-se num acidente e somente um

dos três ocupantes sobreviveu.

 

Pergunta:

 

Quem foi o sobrevivente do trágico acidente?

 

A mulher perfeita, o homem perfeito ou o Pai Natal?

 

 

* (leia mais abaixo*)

 

 

 

 

 

Resposta:

 

A mulher perfeita sobreviveu. Na verdade, ela era a única

personagem real dessa história. Todos sabemos que o Pai

Natal e o homem perfeito não existem.

 

 

*Se é mulher, pode fechar a mensagem, a piada acaba aqui.*

 

*Os homens podem continuar a ler mais abaixo*

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Agora, se o Pai Natal não existe, nem o homem perfeito,

fica claro que quem conduzia era a mulher - o que explica o acidente.*

 

*E se é mulher e leu até aqui, fica provada mais uma

teoria:

as Mulheres são curiosas, metem o bedelho onde não são

chamadas e são incapazes de seguir instruções.

 

publicado por Elsita às 09:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

O IDIOTA E A MOEDA

Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia.
Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas.

Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra menor, de 2000 REIS.
Ele escolhia sempre a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.
Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e perguntou-lhe se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos. Respondeu o tolo:
- Eu sei, ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar a minha moeda.

Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa:
A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quem eram os verdadeiros idiotas da história?
Terceira : Se fores ganancioso, acabas por estragar a tua fonte de rendimento.

Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito.

Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, o que realmente somos.

"O maior prazer de um homem inteligente é armar-se em idiota diante de um idiota que se arma em inteligente

sinto-me: Encantada ...
publicado por Elsita às 09:29
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

...

Cuidado.....Um....


RECEITA PARA UM CASAL NUNCA BRIGAR!

Um casal foi entrevistado num programa de TV porque estava casado ha 50 anos e nunca tinha discutido. O repórter, curioso, pergunta ao homem:
- Mas vocês nunca discutiram mesmo?
- Não.
- Como? Impossível isso acontecer!
- Bem, quando nos casamos, a minha esposa tinha uma gatinha de estimação que amava muito. Era a criatura que ela mais amava na vida. No dia do nosso casamento, fomos para a lua-de-mel e minha esposa fez questão de levar a gatinha. Andamos, passeamos, nos divertimos e a gatinha sempre conosco, mas certo dia a gatinha mordeu minha esposa. A minha esposa olhou bem para a gatinha e disse:
"- Um."
Algum tempo depois a danada da gatinha mordeu minha esposa novamente.. A minha esposa olhou para a gatinha e disse:
"- Dois"
Na terceira vez que a gatinha mordeu, minha esposa sacou uma espingarda e deu uns cinco tiros na bichinha. Eu fiquei apavorado e perguntei:
- "Sua ignorante desalmada, porque que fizeste uma coisa dessas, mulher?
A minha esposa olhou para mim e disse:
"- Um."
Depois disso, nunca mais discutimos.

sinto-me: Feliz...vem aí o fim de semana
publicado por Elsita às 16:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

DEPILAÇÃO MASCULINA - HISTÓRIA DE TERROR!!!!!!

Vale a pena ler até ao fim, se conseguirem não chorar de tanto rir ejejejejejej ao imaginarem as cenas....

 

 

>Estava eu assistindo tv numa tarde de domingo, naquele horário em que

>não se pode inventar nada o que fazer, pois no outro dia é

>segunda-feira, quando minha esposa deitou ao meu lado e ficou brincando

>com minhas"partes".

>

>

>Após alguns minutos ela veio com a seguinte idéia:

>

>

>-Por que não depilamos seus ovinhos, assim eu poderia fazer "outras coisas"

>com eles! ! ! !

>

>

>Aquela frase foi igual um sino na minha cabeça. Por alguns segundos

>fiquei imaginando o que seriam "outras coisas". Respondi que não, que doeria...

>coisa e tal, mas ela veio com argumentos sobre as novas técnicas de

>depilação e eu não tive mais como negar. Concordei.

>

>

>Ela me pediu que ficasse pelado enquanto buscaria os equipamentos

>necessários para tal feito. Fiquei olhando para TV, porém minha mente

>estava vagando pelas novas sensações que só acordei quando escutei o

>beep do microondas.

>

>

>Ela voltou ao quarto com um pote de cera, uma espátula e alguns pedaços

>de plástico. Achei meio estranho aqueles equipamentos, mas ela estava

>com um ar de "dona da situação" que deixaria qualquer médico urologista

>sentindo-se como residente. Fiquei tranqüilo e autorizei o restante do

>processo.

>

>

>Pediu para que eu ficasse numa posição de quase-frango-assado e

>liberasse o aceso a zona do agrião. Pegou meus ovinhos como quem pega

>duas bolinhas de porcelana e começou a passar cera morna. Achei aquela

>sensação maravilhosa!!

>

>

>O Sr. Pinto já estava todo "pimpão" como quem diz: "sou o próximo da

>fila"!!

>

>

>Pelo início, fiquei imaginando quais seriam as "outras coisas" que viriam.

>

>

>Após estarem completamente besuntados de cera, ela embrulhou ambos no

>plástico com tanto cuidado que eu achei que iria levá-los para viagem.

>

>

>Fiquei imaginando onde ela teria aprendido essa técnica de prazer: Na

>Thailândia, na China ou pela Internet mesmo. Porém, alguns segundos

>depois ela esticou o saquinho para um lado e deu um puxão repentino.

>Todas as novas sensações foram trocadas por um sonoro PUTAQUEOPARIU

>quase falado letra por letra.

>

>

>Olhei para o plástico para ver se o couro do meu saco não tinha ficado

>grudado na cera. Ela disse que ainda restaram alguns pelinhos e que

>precisava passar de novo. Respondi prontamente: Se depender de mim eles

>vão ficar aí para a eternidade!!

>

>

>Segurei o Dr. Esquerdo e o Dr. Direito em minhas respectivas mãos, como

>quem segura os últimos ovos da mais bela ave amazônica em extinção, e

>fui para o banheiro. Sentia o coração bater nos ovos. Abri o chuveiro e

>foi a primeira vez que eu molho o saco antes de molhar a cabeça. Passei

>alguns minutos só deixando a água escorrer pelo meu corpo.

>

>

>Saí do banho, mas nesses momentos de dor qualquer homem vira um

>bebezinho

>novo: faz merda atrás de merda. Peguei meu gel pós barba com camomila

>"que acalma a pele", enchi as mãos e passei nos ovos. Foi como se

>tivesse passado molho de pimenta. Sentei na privada, peguei a toalha de

>rosto e fiquei abanando os ovos como quem abana um boxeador no 10°

>round. Olhei para meu pinto. Ele era tão alegrinho minutos atrás,

>estava tão pequeno que mais parecia que eu tinha saído de uma piscina 5

>graus abaixo de zero.

>

>

>Nesse momento minha esposa bate na porta do banheiro e perguntou o que

>estava acontecendo. Aquela voz antes aveludada ficou igual um carrasco

>mandando eu entregar o presidente da revolução.

>

>

>Saí do banheiro e voltei para o quarto. Ela estava argumentado que os

>pelos tinham saído pelas raízes, que demorariam voltar a nascer. "Pela

>espessura da pele do meu saco, meus netos irão nascer sem pelos nos ovos", respondi.

>

>

>Ela pediu para olhar como estavam. Eu falei para olhar com meio metro

>de distância e sem tocar em nada!!

>

>

>Vesti a camiseta e fui dormir (somente de camiseta). Naquele momento

>sexo para mim seria somente para perpetuar a espécie humana.

>

>

>No outro dia pela manhã fui me arrumar para ir trabalhar. Os ovos

>estavam mais calmos, porém mais vermelhos que tomates maduros. Foi

>estranho sentir o vento bater em lugares nunca antes visitados. Tentei

>colocar a cueca, mas nada feito. Procurei alguma cueca de veludo e

>nada. Vesti a calça mais folgada que achei no armário e fui trabalhar

>sem cueca mesmo.

>

>

>

>Entrei na minha seção andando igual um cowboy cagado. Falei bom dia

>para todos, mas sem olhar nos olhos. E passei o dia inteiro trabalhando

>em pé com receio de encostar os tomates maduros em qualquer superfície.

>

>

>

>Resultado:

>

>

>Certas coisas devem ser feitas somente para mulheres.

>

>

>Não adianta tentar misturar os universos masculino e feminino,

>geralmente termina em profusão de conflitos....

publicado por Elsita às 15:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

BRAVURA ...É ANTIGA MAS...

A verdadeira bravura num homem não se demonstra nos campos de

batalha, nãoestá nem na coragem de enfrentar animais ferozes, nem nos

perigos que põem a sua vida em risco.

 

 

A verdadeira bravura está em sair de casa para beber com os amigos,

nãoavisar a esposa de que não vai jantar, chegar em casa de madrugada

podre de bêbado, ser recebido por ela com uma vassoura na mão e ainda

ter peito para lhe perguntar: - VAIS VARRER OU VAIS VOAR?

publicado por Elsita às 15:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

...

É DE HOMEM!!!
  
 

É noite e o casal já está deitado. 
 

Diz o marido: 
 

- Querida... se tu quisesses, abusava de ti. 
 

Responde ela:
 

- Mas eu quero... abusa, abusa. 
 

Diz ele:
 

- Então, vai lá á cozinha buscar-me uma cervejola ao frigorífico...

 

publicado por Elsita às 15:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

O soldado ...


>>Um soldado chegou correndo a uma encruzilhada na estrada e encontrou uma freira.
>>Sem fôlego, ele pediu: "por favor, irmã, posso me esconder em baixo de
>>suas saias por um momento, eu lhe explicarei o motivo mais tarde."
>>Um instante após, dois soldados da Polícia do Exército chegam correndo e
>>perguntam à freira: "irmã, a senhora viu um soldado correndo por aqui?"
>>A freira respondeu: "ele foi por ali!"
>>Após os dois PE sumirem na curva, o soldado saiu debaixo do hábito da
>>freira e disse: "não posso lhe agradecer o suficiente, irmã, mas é que eu
>>não quero ir para o Iraque..."
>>A irmã responde: "acho que posso compreender inteiramente seus temores..."
>>O soldado então disse: "espero que a senhora não me ache impertinente ou
>>rude, mas a senhora tem um belo par de pernas..."
>>Ao que a freira disse: "se você tivesse olhado mais para cima um pouco,
>>teria visto um belo par de tomates...
>>
>>" É que eu também não quero ir para o Iraque"

publicado por Elsita às 14:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.Euzinha ... sou fruto da vossa imaginação ! ..Hihihihi!!!

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. UMA DELÍCIA DE ANEDOTA......

. NUNCA SUBESTIME UMA MULHE...

. MULHERES INTELIGENTES !

. O mistério da mosca...

. Querido...

. Anedota

. ...

. Genial !!!!!!!!

. MAS QUE GRANDE VERDADE .....

. Sexo ORAL: esta é***** Es...

.arquivos

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Março 2006

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds